sábado, 6 de agosto de 2011

Poliana - A Vendedora de Ilusões



Reunidos em festivo aglomerado, Poliana e seus seletos bobos discutiam a estratégias de marketing para divulgação dos grandiosos projetos implantados durante seu reinado: Um outdoor para cada promessa vazia. Poliana, asfixiada, tentava respirar no meio de tanto confete e serpentina. Até para os mais adestrados e engajados membros do clã, o programa de ilusionismo por vezes parecia sufocante. Arfante, nossa rainha, desprendida de pudores, escuta a explanação megalomaníaca de sua assessoria em ilusão de ótica e impressionismo.
- Temos de vender a idéia de que nossa jovem e destemida rainha é a única na história de todo o reino a desenvolver ações para os menos favorecidos. Esse é nosso carro-chefe: Poliana a corajosa rainha da plebe!
- É isso mesmo! Eu sou mesmo corajosa e destemida. Passei por vários apuros sem nunca perder a compostura. Só eu sei o quanto custou não perder a pose e manter o altivo andar real com o entre-gluteos dilacerado por dias de desarranjos difamatórios. Que suplício!
- É mais ou menos essa idéia que devemos divulgar: a força e a retidão daquela que não se rende jamais. Uma incansável rainha na defesa dos excluídos.
- Pelo certo, se olharmos a fundo, eu passei mais tempo defendendo o indefensável do que propriamente os excluídos, mas gostei desse mote. Parece jingle de Horário Eleitoral.
- Temos de continuar a enaltecer nosso programa de merenda escolar. Esse é uma fonte inesgotável de prêmios, cartazzes e outdoors.
- Acho que devíamos mudar o nome do programa para algo mais próximo da realidade e da agricultura familiar. Podíamos chamar de Programa de Engorda de Filhotes.
- Credo Poliana! Que coisa mais politicamente incorreta de se sugerir. De onde você tirou essa idéia?
- Do Mundo Real, é claro. O que vocês, seus molóides, acham que a agricultura familiar produz em nosso provinciano reino? Se vocês não sabem, deveriam comer a merenda. Eu só ia as aulas pra esse fim. Mas voltando as tetas gordas... O que oferecemos em glamoroso banquete para nossas adoráveis criancinhas? Pão, salame, bolacha, nata e suco de uva! Tudo muito orgânico e flatulento. Uma fonte inesgotável de calorias e gazes. Perfeitamente equilibrado para atender o ideal de consumo auto-sustentável do nosso clã.
- Por isso nossas crianças são tão rechonchudas e satisfeitas. Mais um mérito de nosso reinado!
- Satisfeitas e embuchadas. Pelo menos os pais estão contentes, seus filho retornam as casas ávidos por verduras e legumes, o sonho de toda mãe zelosa com sua prole. – completa Poliana orgulhosa de seus feitos.
- Também precisamos enaltecer a centena de obras executadas por esse reinado empreendedor. Nosso reino é hoje um verdadeiro canteiro de obras.
- De obras eu não sei, mas de buracos... – sussurra Poliana.
- Pelos meus cálculos já ultrapassamos as cem obras que mudaram definitivamente a vida de nossos súditos. - complementa Santo Jorge - o showman - entre rebolados e passos de dança. É quase uma obra para cada assíduo freqüentador do festival pirotécnico da Orquestra partidária.
- Os números são surpreendentes, não podemos subestimar nossos feitos históricos. Nunca se fez tanto por nosso humilde povo. Foram 13 churrasqueiras, 5 canchas de bocha, 18 tampas de bueiro, 12 canteiros de flores, 62 ripas de forro em 5 salões comunitários. Colocação de 3 mictórios e 4 vasos sanitários em banheiros públicos. Construção de 6 lombadas na zona rural. Uma dúzia de balanços, três escorregadores, 4 traves de gol e 9 bancos de concreto. Nossa! Nesse ritmo não vai mais haver grandes obras a oferecer para nosso povo nos próximos anos!
- É isso mesmo, precisamos reduzir o ritmo caso contrário nosso adestrado povo pode querer vôos mais altos. Já pensou se começam a almejar futilidades pequeno-burguesas como esgoto, calçamento, escolas e creches? Vai ser um duro golpe em nossos ideais socialistas. – reflete o sempre taciturno companheiro Boina Verde.
- Precisamos divulgar mais nossos projetos inovadores como o inigualável programa de inclusão digital. Somente a visão futurista de nossa alteza permitiu o acesso de mestres e discípulos ao capitalista mundo da informática. Esse inédito projeto nos renderá muitos méritos.
- Méritos e propinas, né! Compramos cada máquina pelo preço de duas! Isso é que eu chamo de inclusão digital. Já fizeram os cálculos de quantos dígitos incluímos em nossas contas. Bem ditos sejam meus fieis contribuintes que pagam a conta sem questionar. Esses coitados nem devem ter internet em casa pra saber o valor de um computador. Que continuem assim, bem longe dessas tecnologias de massa. Nós sabemos bem o valor de uma boa massa de manobra.
- Pensem em quantos de nossos súditos excluídos ficarão encantados com o mundo digital? Todas aquelas crédulas professoras conhecendo o maravilhoso mundo virtual por intermédio de nossa benevolente rainha. Nossas educadoras cairão de amores por sua alteza.
- Isso, isso! Eu serei uma celebridade. As coitadinhas, sempre oprimidas por anos de baixos salários, ficarão encantadas com meu desprendimento e generosidade.
- Não sei não - profetiza o austero Boina Verde – estamos lidando com seres pensantes, não podemos esquecer isso.
- Acho que Poliana, como sempre, tem razão. Essas sonhadoras criaturas estarão tão embevecidas com o acesso livre a essa nova tecnologia que nem terão tempo de pensar. Elas farão fila para referenciar nossa rainha, a caridosa.
- Maravilha! Elas vão poder até acessar o Blog da Poliana! – um silêncio constrangedor cai sobre o recinto. Poliana após refletir um pouco conclui: - Melhor repensarmos um pouco esse tal acesso livre. Devemos bloquear determinados endereços para evitar constrangimentos.
Seus bobos, doutores em democracia vigiada, concordam plenamente com Poliana a bolchevique da modernidade.

13 comentários:

  1. MUITO BOM. COISAS ASSIM QUE FAZEM PARTE DO "AGOSTO NEGRO". POR MAIS QUE SE FAÇA,AVISE,DEMONSTRE E SE PROVE A INDIFERENÇA E ACOMODAÇÃO DA SOCIEDADE ORGANIZADA CONTINUA FORTE. NO FUTURO ISTO TERÁ UM PREÇO..E CARO !!!

    ResponderExcluir
  2. Somente você mesmo pra ser tão realista das atividades e projetos realizados nesta administração!
    Meus Parabéns!
    Vamos "abrir" os olhos para a merenda da Agricultura Familiar....

    ResponderExcluir
  3. Essa merenda escolar está enchendo os bolsos dessa cooperativa cooptada e esvaziando os dos contribuintes. O preço pago pelos alimentos é muito superior ao dos mercados tradicionais (feijão, carne, cebola é 25 a 30 % maior).
    E delhe bolacha e leite gordo nas crianças.

    ResponderExcluir
  4. Esqueceste de comentar que a especialidade do reino instalado e o setor imobiliario quisera ter uma colonia para vender.

    ResponderExcluir
  5. E até o vento levou os outdoors de Poliana. E mais denuncias de rolo surgindo no reino.

    ResponderExcluir
  6. A doutorinha também deve estar comendo a merenda das crianças, porque está rechonchuda como elas. Está fazendo a dieta da engorda doutorinha.

    ResponderExcluir
  7. Ela tirou o comentário que o Marco Geib mandou curriculun para o prefeito querendo ser secretário da saúde, e o comentário que ela queria dar (RELACIONAR-SE) para o prefeito. EU LI ESSES DOIS ONTÉM. QUEM FALA O QUE QUER OUVE O QUE NÃO QUER.

    ResponderExcluir
  8. ela não tirou os comentários porque eu acabei de lê-los... e alem do mais ontem não tem acento seu burro!!!

    ResponderExcluir
  9. Tirou sim, Cadê o do Marco GAY e o que fala do marido dela? Seu sabe tudo. Se tem acento ou não, voce entendeu, né!?

    ResponderExcluir
  10. Kátia não liga! Esse "burro" não deve ter conseguido se alfabetizar nos últimos 8 anos do governo Zanella. Será que é porque as escolas já corriam o risco de desabar?

    ResponderExcluir
  11. Sobre a merenda escolar, diz a entendida de todos os assuntos (Kátia), subestimando a capacidade técnica das nutricionistas da Prefeitura, as quais elaboram os cardápios e fiscalizam os alimentos. Diz ela que esses alimentos só servem para engordar e formar flatos. Quem sabe ela quer seguir o modelo de outras cidades e estados onde recentemente vimos o terror de alimentos podres em rede nacional. AH! será que ela nunca soltou um pum, é hilaria essa mulher.

    ResponderExcluir
  12. MARCO ANTONIO GEIB23 de agosto de 2011 10:46

    ESTE "ANÔNIMO" QUE ME CRITICA PROVAVELMENTE É UM FRUSTADO QUE NADA FEZ POR ERECHIM E O ÚNICO MEIO DE "DERRAMAR SUA "BILIS" É SE ESCONDENDO NO ANONIMATO QUE É ARMA DOS COVARDES !

    ResponderExcluir
  13. Ninguem quer saber dos contos da Poliana, querem é bater boca no blog da louca.

    ResponderExcluir

Havendo dificuldades na postagem dos comentários, o campo URL poderá ser deixado em branco.